0

GlobCom 2015 – uma mão cheia de experiências

Com os alunos de RPCE em Miri, na Malásia

Com os alunos de RPCE em Miri, na Malásia

O GlobCom é um projecto especial. A edição deste ano de 2015 provou isso mesmo. Juntou alunos de Relações Públicas de 15 universidades de todo o mundo, que trabalharam juntos num projecto de comunicação estratégica para a WWF.

A ESCS é uma das instituições que fazem parte do GlobCom e representa Portugal com o curso de Relações Públicas e Comunicação Empresarial. Os restantes países são os Estados Unidos da América, o Chile, a Espanha, a Inglaterra, a Alemanha, a Itália, a Russia, a África do Sul, os Emirados Árabes Unidos, a Índia, a Tailândia, a Malásia, a Austrália e a Nova Zelândia.

Este é um daqueles projectos que faz bem a qualquer aluno do ensino superior. Junta a vertente académica, com uma experiência internacional e intercultural que permite aos participantes crescerem enquanto indivíduos e futuros profissionais. No presente ano ano foi na Curtin University, em Miri, na Malásia e teve como desafio uma campanha de comunicação para salvar a floresta do Heart of Borneo. Após trabalharem durante um semestre no seu plano de comunicação, o simpósio anual reuniu alunos, professores e a comunidade internacional em Miri, proporcionando uma experiência inesquecível para todos.

Os alunos da Escola Superior de Comunicação Social tiveram uma experiência (e uma aventura) que nunca irão esquecer. Trabalharam com a sua equipa internacional, conheceram pessoas de todo o mundo e trocaram experiências, viveram uma cultura diferente de uma forma intensa e sairam de lá mais ricos, mais conhecedores e mais compreensivos do mundo em que todos vivemos.

Nada me dá maior orgulho que o crescimento e aprendizagem dos meus 12 alunos que viveram esta experiência, combinando a vertente académica, com a compreensão de diferentes culturas e a adaptação a novas realidades. Este tipo de projectos fazem falta e têm de ser acarinhados. Fazem crescer os alunos. É com estes projectos que se constroem os líderes do futuro.

 

Este ano participaram: Barbara Brás, Catarina Costa, Catarina Névoa, Carlos Silva, Cristina Cacumba, Diogo João, Marta Lopes, João Lourenço, Raquel Sousa, Rebeca McLeod, Sofia Barata e Ana Farinha. Não estiveram presentes em Miri mas também integraram as equipas internacionais: Bárbara Mendes, Inês Veiga, Patrícia Fernandes e Rafael Outeiro.

 

nunodasilvajorge

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *